Notícias

27/04/16 - G1 Pernambuco

Hábitos simples podem minimizar impacto do aumento da energia

A partir de sexta-feira (29), os pernambucanos começarão a sentir no bolso o reajuste médio de 9,99% autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nas tarifas da conta de luz. Com o orçamento cada vez mais apertado por conta da crise econômica, a adoção de alguns hábitos simples e o uso correto de equipamentos podem ajudar o consumidor a reduzir o impacto na alta da tarifa da energia.

As orientações são da própria Companhia de Energia Elétrica de Pernambuco (Celpe). Aparelhos elétricos de refrigeração, como geladeiras e ar condicionados, e de aquecimento, como ferros de passar e chuveiros, por exemplo, são os que mais demandam energia e, por isso, deve-se evitar que permaneçam ligados por longos períodos.

A dica é ajustar o condicionador de ar para temperatura confortável (cerca de 23°C). A utilização do timer (temporizador) para evitar o funcionamento desnecessário do condicionador de ar ajuda na economia. Vale recorrer a ventiladores para manter o clima agradável, após a refrigeração do cômodo.

É importante promover com regularidade a manutenção e a limpeza desses equipamentos. Além de higiênica, a medida contribui para um desempenho mais econômico já que a sujeira acumulada no filtro dificulta a troca de calor e passagem do ar, exigindo mais potência e, consequentemente, maior consumo de energia.

O estado de conservação das geladeiras também é um fator importante. Quando em más condições, os refrigeradores chegam a representar 30% do consumo de uma residência, segundo a Celpe. Para evitar desperdício de energia, freezers e geladeiras devem ser instalados em locais ventilados, longe de qualquer fonte de calor e com espaço mínimo de 15 centímetros de paredes e armários. Outra orientação é observar periodicamente a borracha de vedação que, uma vez ressecada, é causa de um dos maiores desperdícios de energia.

No caso do chuveiro elétrico, o recomendável é colocá-lo sempre na posição verão. Quanto mais baixa a temperatura da água, menor o consumo de energia. Os fornos e os ferros elétricos somente devem ser usados quando necessário. É importante otimizar seus funcionamentos para aproveitar o calor, evitando desligar e reaquecer o equipamento com frequência.

Estar atento para o uso de itens como churrasqueiras elétricas e grills. Mesmo eventual, a ligação desses equipamentos deve ser avaliada. A melhor opção é substituir os itens elétricos por modelos a carvão ou a gás. O uso de aparelhos de som em alto volume, nem como de ventiladores na velocidade máxima, resulta também em maior gasto de energia.

Na questão da iluminação, a Celpe observa que as lâmpadas de LED tem ainda melhor desempenho do que as fluorescente normais e economizam cerca de 80% de energia elétrica com maior durabilidade. Um ambiente pintado em cores claras e que fique com as janelas abertas o maior tempo possível também contribui para a eficientização do consumo de energia.

Para obter um consumo racional de energia e assegurar contas livres de inconvenientes, a Celpe aconselha o consumidor a ter atenção no momento da compra de eletrodomésticos. É importante optar por produtos que apresentam o Selo Procel – que indicam os aparelhos mais eficientes e que consomem menos energia.

Contato

Praça das Cinco Pontas, 104, São José Recife - PE.CEP: 50020-500 | CNPJ: 10.786.028/0001-50

Telefones: (81) 3320-2130, (81) 4062-8130 | imel@imelmaterialeletrico.com.br

Zaite Tecnologia, Empresa desenvolvedora do site.